Mensagens Rosacrucianas

 


CONDIÇÕES

Em cada ser humano há faculdades latentes através das quais ele pode adquirir conhecimentos dos mundos superiores. O místico, o gnóstico, o teósofo, sempre falaram de um mundo das almas e de um mundo dos espíritos, existente para eles, com a mesma realidade daquilo que nossa vista física pode ver ou nossa mão física pode apalpar. Quem ouvir isto, pode pensar a qualquer momento: "Aquilo a que eles se referem posso também experimentar, caso desenvolva certas forças ainda adormecidas dentro de mim." 

A questão trata-se apenas de saber por onde começar para desenvolver em si tais faculdades. Somente aqueles que já possuem em si tais forças ou poderes, podem instruir. Desde que a humanidade existe, existiu sempre uma disciplina através da qual os dotados de faculdades superiores instruíam outros que aspiravam possuí-las. 

Essa disciplina é chamada disciplina do oculto, e o ensino aí recebido chama-se ensino científico-espiritual ou oculto; tal denominação pode provocar mal-entendidos, levando facilmente a crer que os que se dedicam a tal disciplina nessas escolas queiram parecer seres privilegiados, recusando-se voluntariamente a comunicar a sua ciência a seus semelhantes.

Somos tentados a crer que talvez nada exista de relevante por trás de tal saber, pois caso se tratasse de um verdadeiro saber não seria necessário fazer mistério poder-se-ia comunicá-lo abertamente, tornando suas vantagens acessíveis a todas as pessoas.

Os iniciados na natureza da ciência esotérica não se admiram, de modo algum, que os leigos raciocinem assim. Só quem experimentou por si mesmo, até certo grau, essa iniciação nos mistérios superiores da existência pode compreenderem que consiste no segredo da iniciação. Pode-se perguntar: em tais circunstâncias, como pode um não iniciado chegar a ter qualquer interesse humano no assim chamado saber oculto? Como e por que procurar algo cuja natureza não pode imaginar? Tais perguntas baseiam-se numa ideia inteiramente errônea a respeito da essência do saber oculto. 

Em verdade, procede-se com o saber oculto da mesma forma que com todo o restante saber ou capacidade do ser humano. Esse saber oculto não oferece maior mistério ao indivíduo comum do que o escrever a quem não aprendeu. E como todos podem aprendera escrever, bastando escolher os caminhos certos, todos podem tornar-se discípulos e até mestres de ocultismo, desde que procurem o caminho adequado. 

Apenas num ponto de vista as condições diferem aqui do saber e do "ser capaz" exteriores. Alguém pode estar impossibilitado de aprender a arte de escrever, em razão de sua pobreza ou das condições culturais em que nasceu; para o alcance do saber e do "ser capaz" nos mundos superiores não há obstáculos aos que seriamente o procuram. A iniciação será encontrada, infalivelmente. desde que haja uma séria e digna aspiração ao conhecimento, pois existe uma lei natural que leva todos os iniciados a jamais recusarem, a aspirante algum, o saber a que este tem direito. Há, entretanto, uma lei igualmente natural, dizendo que nada do saber oculto pode ser entregue a quem não esteja em condições de recebê-lo.

R Steiner R+

última Mensagem

Mensagem do dia Magno

  Rio de Janeiro, 27 de Janeiro de 2024  - Ano R+C   644 Profunda reverência e amor ao Supremo Arquiteto do Universo; Saudações e votos de s...